7.7.08

Ex, mas pouco...


Pra que mentir
Fingir que perdoou
Tentar ficar amigos sem rancor
A emoção acabou
Que coincidência é o amor
A nossa música nunca mais tocou...
(Codinome Beijaflor, Barão Vermelho feat. Cazuza)


Para onde quer que me vire, nestes dias, parece que há sempre alguém, mais ou menos próximo, às voltas com um(a) ex... E ai, ao ouvir Cazuza (sim, Cazuza tem esse efeito em mim...), interroguei-me: o que, em sã consciência, nos poderá levar a manter um(a) ex nas nossas vidas? Pensei, tornei a pensar, pensei melhor e cheguei à conclusão que só pode ser por:
  1. Terceiros, porque se há filhos, mais tarde, ou mais cedo, vamos ter de levar com 0(a) ex. Há também quem partilhe a custódia do cachorro.
  2. Amizade, porque, antes de tudo, o(a) ex é nosso(a) amig0(a). O sexo foi, é e será apenas um prolongamento disso.
  3. Egoísmo, porque o(a) ex se tornou o nosso plano B e por isso recusamo-nos a abrir mão dele.
  4. Despeito, porque não tivemos a última palavra e isso deixa-nos P da vida. Queremos reconquistá-l0(a) só pelo gostinho de provarmos [a nós, a ele(a) e aos outros] que somos capazes de virar o jogo.
  5. Masoquismo, aquela pessoa não nos quer mais, mas nós achamos que não seremos capazes de viver sem ela. Daí, inventamos mil pretextos para não sair de perto e estamos até dispostos a viver de migalhas.
  6. Masoquismo + Despeito = dar o troco. Aquela pessoa dispensou-nos, mas ainda assim nós insistimos em não sair por completo da sua vida. Espiamos as suas entradas e saídas no hi5, no orkut, colocamos amigos comuns ao barulho e, quando finalmente não restam mais dúvidas de que ele(a) já tem outro(a), cometemos a suprema desfaçatez de lhe tentar fazer ciúmes.
  7. Pena ou sentimento de culpa, porque o(a) ex ficou um farrapo após a separação e nós sentimo-nos responsáveis.
  8. Princípio, porque metemos na cabeça que ficar amigo do(a) ex é uma demonstração de grande maturidade e civilidade da nossa parte.
  9. Preguiça, porque o(a) ex já faz parte da mobília e mudá-la de lugar dá muito trabalho.
  10. Impedimentos legais, porque no desvario da paixão acreditámos que seria para sempre e, como tal, não pensámos que poderíamos um dia vir a ser co-responsáveis pelas suas dívidas. O(a) ex torna-se um estorvo, mas, na impossibilidade de o(a) mandar para o diabo que o(a) carregue, só nos resta o consolo de o(a) imaginar nas piores e mais inenarráveis formas de humilhação pública. Queremos sangue. O seu sangue.

20 comentários:

Marco disse...

No meu caso. sempre é a segunda opção. Bjs!

Will disse...

Eu escolho a 2), a 7) e a 9).

Edu disse...

Vou mandar esse texto pro ex do Bichinho!!! 8 anos, pô! Vai andar que o mundo é grande!! :-)

Râzi disse...

Bom, se sequência, 2 e 1 !!!

Ahauahauhauhauhuhauah!

E vc está danado, hein!!!

Mas nos diga... e vc, não tem nenhum ex próximo... ou próxima???

AHuahuahauhauau12

Beijão, meu padeiro!

PS: vou querer uns pasteizinhos de belém, prometido há muito!!! :D

Latinha disse...

"Ex-quisito", hein... ;-)
Felizmente, ou infelizmente, nunca sei ao certo... eu tenho o bônus de passar ao largo a tais questões, ehehe

Abração! Estou de volta na área!!!

FOXX disse...

eu costumo tentar o numero 8
é
eu tenho essa mania de tentar ser uma pessoa melhor do que sou de verdade!

Homossexual e Pai disse...

eu jamais consigo ficar amigos de ex! é muito dificil!

pinguim disse...

A 2, sempre!

MrTBear disse...

De todas um pouco, em diferentes graus.
Mas muito bem apanhado.
Abraço

Uillow disse...

Ora-Pois! Analisando todas as opções, concordo com TODAS, menos a 1 e a 10, que não se encaixam no perfil. :P

Abração pra vc, meu amigo!

Special K disse...

Se é "ex" é passado deve ser enterrado. Não quer dizer que às veses não possa ficar uma amizade.
Um abraço.

Paulo disse...

tenho alguns ex-, mas, e apesar da opção 2), a relação de proximidade acaba por esfriar. à parte disso, que sigam seu caminho que eu sigo o meu! para misturas já bastou o passado.

The Secret disse...

Acho que é por preguiça.
Bejios

Ludo disse...

Ótimo!!!! Adorei!!! hahaha

Na 2 e na 1 sem dúvida vale muito a pena. E acho que na situação 1 é mais difícil manter um bom relacionamento... experiência pessoal!

ADOOOORO Cazuza!!! E ele também me deixa assim, meio nostálgico...

"O nosso amor é uma mentira que a minha vaidade quer..."

Obrigado pelas visitas!!!! Desculpe só aparecer hoje.

Ah! Volto!!!!

Goiano disse...

kkkkkkkkk
Oz confessa que uma dessas ai vc escreveu pra mim!!!
kkkkkkkkk
nós sabemos qual é... mas só nos ne... e pq vc nao avisa qdo tem post novo?
e cade a vodega?

Manuel Braga Serrano disse...

ora aí está uma coisa que não sou capaz de fazer: fazer de um ex um amigo. Se sou eu que cortei, é porque nem me merece a confiança para ser amigo eponto final parágrafo. Se é o outro que corta, ora bolas, mas por que carga de água eu vou manter alguém na minha vida que não me quer na sua. Por isso, aquela conversa de "ok, não dá, vamos só ser amigos?!" comigo não funciona!
PS: Folgo em ver que continuas lucido como sempre!
Abraço

Jackson Jr. disse...

eu tenho uma dificuldade muito grande em fechar as portas do passado.

AVESSOS disse...

adorei o texto meu caso se enquadra em varias opcoes abracos

Viajante Interdimensional disse...

humm , dificil saber, acredito que tenho um ex, eu acho.. que por sinal é um bom amigo, e o mais estranho que que parece que nunca aconteceu nada, ao menos pra mim, vai ver por isso a relação é mais fácil :p

Euzer Lopes disse...

Há um ditado que diz: "ex bom é ex morto".
Bem, no meu caso, apenas um ex vale a pena ter por perto.
E não se enquadra em nenhum desses casos.
É porque quando o ex sai da sua vida deixando um legado de respeito e sinceridade, ele é o Ex com E maiúsculo. E honra o sentido da palavra CARÁTER.